terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Paciência...

Ontem tive um dia de cão... andei a correr o dia todo, depois de uma noite quase sem "pregar olho"...

Quando saí do trabalho, corri para ir buscar a miuda, passei no supermercado a fazer as compras da semana e fui buscar o marido ao trabalho...

Como qualquer criança normal, a minha filha já estava a ficar birrenta e cansada de estar no carro... Ainda tentei acalmá-la com uma cantiga, mas sem resultado.

A certa altura, já cansada de tanta birra, dei-lhe um berro (valente berro)!... e arrependi-me logo a seguir :S

Eu sei que ela tem que aprender que não pode fazer birrinhas a toda a hora e momento, mas não era razão para lhe ter berrado... além disso a minha falta de paciência não vai ajudar em nada, nem a ela nem a mim :S

Ela sossegou... mas eu não... fiquei com este peso na consciência a noite toda. Dormi mal... e.. sinto-me muito triste...

Quando chegámos a casa ela brincou normalmente, vinha ter comigo para as brincadeirinhas do costume, adormeceu bem... e eu sempre com um aperto no coração... não quero ser uma mãe que grita...

Geralmente consigo controlar as birras dela de outra forma, mais calma, mas ontem estava no meu limite. Não gosto de quando isto acontece... sinto-me a pior das mães... Ela não tem culpa do meu dia, não tem culpa da minha falta de tempo...

Há dias em que só peço um pouco mais de paciência. Detesto não ter a necessária... Eu não sou assim..

1 comentário:

Sara disse...

Não te martirizes tanto... às vezes só com um ralhete é que a coisa vai.
E nem sempre as mães têm que estar nos píncaros. Somos humanas... :-)
Beijinhos