segunda-feira, 4 de março de 2013

...

Mais uma vez, a vida encarrega-se de me mostrar o quão frágeis somos... que (quase) nada conseguimos controlar, e que estamos todos sujeitos aos caprichos de uma força maior.

Situações tão injustas, que nos apanham de surpresa, nos fazem sofrer, nos marcam, que marcam quem fica...

Ontem perdi alguém dos meus tempos de Braga. Perdeu a batalha contra uma doença mais que estúpida... Deixa uma filha pequena... Deixa uma esposa jovem... deixa uma vida inteira ainda por viver!

Não é a primeira vez que lido com uma situação semelhante... Infelizmente já a vivi bem mais de perto, 2 vezes. Mas a noticia de ontem não deixou de me tocar...

E penso que nada posso fazer para que uma coisa destas não nos aconteça (de novo)... e penso que tudo o que tentamos construir é tão frágil, tão incerto... tão precioso... sem garantias de nada...

Desculpem o desabafo...

6 comentários:

Diario de uma mae solteira disse...

A vida rouba-nos pessoas sem olhar a mais nada e por isso as devemos aproveitar enquanto podemos.

Força pa ti
Beijinho

Daniela Rodrigues disse...

É a dura lei da vida..

Beijo!!!

Polly disse...

Estas situações deixam-nos sempre com o coração apertado!Temos mesmo que saber retirar o melhor da vida, enquanto conseguimos! Beijinhos e força

Princesa sem Reino disse...

Um grande beijinho

Pérola disse...

Somos tão efémeros e frágeis...
É a condição humana. Temos de aceitar por mais dolorosa que seja.

Beijinho e desfruta de cada segundo.

Pérola disse...

Somos tão efémeros e frágeis...
É a condição humana. Temos de aceitar por mais dolorosa que seja.

Beijinho e desfruta de cada segundo.